Monstro de Flatwoods

O Monstro de Flatwoods, também conhecido como Monstro do condado de Braxton ou o Fantasma de Braxton, é um possível alienígena conhecido por ter sido visto no condado de Braxton nos Estados Unidos em 12 de setembro de 1952.

Aparência
Existem duas entidades que são associadas ao monstro:
  • primeira foi descrita como sendo uma grande bola de pulsação de luz vermelha que sobrevoava uma região. Muitos acreditam que ela pode ter sido uma embarcação motorizada que foi pilotada por uma segunda entidade. 
  • A segunda identifica a entidade como sendo um humanoide de pelo menos 3 metros de altura com um rosto vermelho, seus olhos eram grandes e inumanos. Sua cabeça tinha um formato parecido com o naipe de espadas de um baralho. Sua forma foi descrita como um homem vestido com uma saia de pregas verde escuras. Alguns relatos diziam que a criatura não tinha braços, outros dizem que seus braços eram grandes e suas mãos eram duas garras longas.
O avistamento
As 7:15 da manhã do dia 12 de setembro de 1952, dois irmãos, Edward e Fred May e o amigo deles Tommy Hyer, na época com 13, 12 e 10 anos, respectivamente, testemunharam um objeto brilhante cruzando o céu. O fazendeiro local, G. Bailey Fisher acreditou que o objeto parecia pousar na terra.
Garotos que viram o objeto
Ao testemunhar o objeto, os garotos foram para a casa da mãe dos irmãos May, Kathleen May, onde eles relataram ter visto um OVNI caindo no chão nas colinas. De lá, a senhora May acompanhou os três garotos, mais um outro garoto, Neil Nunley de 14 anos e o guarda nacional da Virgínia Ocidental Eugene 'Gene' Lemon de 17 anos foram até a fazenda de Fisher num esforço para encontrarem o que seja que os garotos tinham visto.

O cachorro de Lemon correu além do campo de visão do grupo e começou a latir. Momentos depois, voltou com o rabo entre as pernas. Depois de percorrerem cerca de 400 metros, o grupo chegou ao topo da colina onde reportaram que viram uma grande bola de fogo pulsando cerca de 15 metros a direita deles. Eles também observaram uma névoa pungente que fizeram seus olhos e narizes queimarem.
O guarda Lemon relatou duas luzes pequenas à esquerda do objeto debaixo de um pé de carvalho e direcionou sua lanterna para lá, revelando a criatura, a qual ele relatou que emitiu um assobio estridente com o nariz antes de se mover na direção deles, porém, ela mudou sua direção, indo para a luz vermelha. Nesse momento, o grupo fugiu em pânico.

Ao retornar para casa, a senhora May contatou o xerife local, Robert Carr e o senhor A. Lee Stewert, co-proprietário do jornal local Braxton Democrat. Stewert realizou uma série de perguntas e retornou ao local com o guarda Lemon mais tarde, naquela mesma noite, e ele relatou que "tinha um odor repugnante de metal queimado ainda prevalecendo". O xerife Carr e o deputado Burnell Long realizaram buscas na área separadamente mas não reportaram ter encontrado algum vestígio do encontro.

Logo cedo na manhã seguinte, no sábado dia 13 de setembro, o senhor A Lee Stewert voltou a local pela segunda vez e descobriu duas faixas alongadas na lama, bem como vestígios de um líquido preto grosso. Ele os informou imediatamente como sendo um possível sinal de um pouso de um objeto voador no formato de disco, na premissa que a área não tinha se submetido ao tráfego de veículos por pelo menos um ano. Isso foi revelado mais tarde que as marcas eram susceptíveis de ser um daqueles caminhões de 1942 da Chevrolet dirigido pelo morador local Max Lockard que tinha ido ao local para olhar a criatura algumas horas antes a descoberta do Stewert.

Após a ocorrência do dia 12 de Setembro, todos os anos ano existe um festival em Flatwoods para celebrar o grande monstro. São três dias que consistem em um final de semana com música ao vivo e visitas ao museu do fantasma de Braxton.

O que seria a entidade que os irmãos May avistaram? Um alienígena? Fantasma? Ou uma simples confusão ocular deles? Ninguém sabe até agora.
Monstro de Flatwoods Monstro de Flatwoods Reviewed by Eric Bitencourt on 19:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Spirits THEME